Pregação Atos dos Apóstolos

Um esboço de pregação de Atos dos Apóstolos deve conter uma breve introdução a esse livro tão importante. O título “Atos dos Apóstolos” já diz muito sobre o conteúdo do livro. Ele registra os acontecimentos principais que se deram nos primeiros anos da Igreja, na era apostólica.

Sobre o título de Atos, D. L. Moody chama alerta que o título tal como o conhecemos não fazia parte do livro original. Ele pertence ao segundo século d.C. O Evangelho de Lucas e Atos dos Apóstolos são dois volumes de uma só obra. Seja qual for o título originalmente anteposto ao Evangelho, serviu para os dois livros. Quando o segundo volume começou a circular independentemente, este título foi usado para designar seu conteúdo.[1]

Nessa mesma linha, R. Sheed diz que é opinião geral entre os estudiosos que Lucas e Atos formam dois volumes de uma só obra. Seu tamanho foi limitado pelo comprimento de um rolo de papiro. É possível que Lucas tivesse a intenção de escrever um terceiro volume.[2]

Com base nisso, também é seguro afirmar que Lucas é o autor de Atos dos Apóstolos. Ralph Earle diz que a voz universal da Igreja Primitiva declara que o livro de Atos foi escrito por Lucas. Isto é particularmente significativo, porque Lucas é mencionado somente três vezes no Novo Testamento.

Era comum, nos séculos 2 e 3 d.C., atribuir evangelhos apócrifos e epístolas aos vários apóstolos, mas não a homens obscuros. Isto já é um argumento forte em favor da autoria de Lucas para o livro de Atos.

Lucas escreveu esse livro como um relato a Teófilo. Nada se sabe sobre a identidade desse homem. Seu nome significa “aquele que ama a Deus”.[4]

M. Henry destaca dois objetivos principais em Atos:

    1. Relatar a forma em que foram comunicados os dons do Espírito Santo no dia de Pentecostes, e os milagres realizados pelos apóstolos para confirmar a verdade do cristianismo, porque mostram que se cumpriram realmente as declarações de Cristo.
    2. Provar a pretensão dos gentios de terem sido admitidos na Igreja de Cristo. Grande parte do conteúdo deste livro demonstra isso.[3]

[1] Comentário Bíblico Moody – Novo Testamento.
[2] Bíblia de Estudo Russell Shedd.
[3] Comentário Bíblico Mathew Henry – Novo Testamento.
[4] Comentário Bíblico Beacon – Atos dos Apóstolos.

Fechar