Sermão em Mateus 2 – Esboço de Pregação

No esboço de pregação de Mateus 2 os assuntos abordados são: a visita dos magos a Jesus (Mateus 2:1-12); a fuga da família de Jesus para fugir da matança das crianças ordenada por Herodes (Mateus 2:13-18); a volta da família de Jesus do Egito após a morte do rei tirano dos judeus (Mateus 2:19-23).

Mateus 2:1-2

Ora, quando Jesus nasceu em Belém da Judéia, nos dias do rei Herodes, eis que uns magos vieram do oriente a Jerusalém, dizendo: Onde está aquele que é nascido Rei dos judeus? Porque vimos a sua estrela no oriente e viemos adorá-lo. (Mateus 2:1-2)

Observe que quando o Filho de Deus nasceu no mundo, foi em uma aldeia muito humilde, a vila de Belém. Muito naturalmente, os sábios supunham que “o rei dos judeus” nasceria no palácio, na metrópole do país, em Jerusalém; mas agradou ao Senhor que tudo sobre o nascimento de Cristo tivesse a marca da humildade; que os homens mais pobres e humildes pudessem entender que Cristo não tomou sobre ele a natureza dos príncipes, mas a natureza dos homens, não dos grandes da terra, mas da nossa humanidade comum.

Por isso, Jesus nasceu de uma humilde virgem, e foi rudemente embalado em uma manjedoura. A aldeia escolhida como o local de seu nascimento foi Belém, bem chamada de “casa do pão”; pois é lá que o Pão de nossa almas foi encontrado.

O menino santo Jesus nasceu “nos dias do rei Herodes”. A última centelha de soberania estava acabando. Herodes manteve o reino sob o Império Romano. A antiga profecia de Jacó não dizia: “O cetro não se apartará de Judá, nem o legislador dentre seus pés, até que venha Siló”? Por isso, é expressamente mencionado que Jesus nasceu “nos dias do rei Herodes”.

Devemos também lembrar que, embora o nascimento de nosso Senhor esteja cheio de todas as circunstâncias de humilhação, tem uma maravilhosa glória sobre isso. Os magos, provavelmente da Pérsia, sábios, filósofos e teólogos, ouviram em terras distantes sua fama; e uma estrela levou-os a seus pés: “Vieram sábios do oriente”.

Eles supunham que o nascimento de Cristo seria bem conhecido entre os judeus e seria um tema comum de conversação; então, quando chegaram a Jerusalém, perguntaram: “Onde está aquele que é nascido rei dos judeus?” Quando o coração é despertado para o amor de Cristo, muitas vezes sonha que todos os outros sintam um interesse igual por ele; mas não é assim!

O mundo está morto e frio para Cristo; e os homens parecem surpresos quando perguntamos: “Onde ele está? Vimos a sua estrela no oriente e viemos adorá-lo”. Esses sábios não eram unitaristas, que não acreditavam na divindade de Cristo. Foi dito por alguns que eles só queriam dizer que eles vieram para prestar-lhe a homenagem de um rei. Então, por que eles não adoraram Herodes, e por que Herodes disse que desejava adorá-lo? O pensamento não é para ser suportado por um único momento. Os magos acreditavam que aquele que nasceu rei dos judeus era mais do que um ser humano, e eles vieram para adorá-lo.

Mateus 2:3

Quando o rei Herodes ouviu estas coisas, ficou perturbado e toda a Jerusalém com ele. (Mateus 2:3)

Os sábios trouxeram as melhores notícias que já foram contadas, e ainda assim incomodaram as pessoas. O evangelho incomoda você, meu amigo? Então, receio que você deva ser amigo e parente de Herodes. É um mau sinal do coração de um homem quando aquilo que é para o bem de todos os homens se torna um problema para ele. É um estômago doente que transforma boa carne em veneno.

Toda Jerusalém estava preocupada com Herodes. O povo sabia que, se esse tirano sombrio caísse sobre eles, com certeza sangue seria derramado em algum lugar; portanto, eles estavam preocupados com ele.

Mateus 2:4

E quando ele reuniu todos os principais sacerdotes e escribas do povo, ele exigiu deles onde Cristo deveria nascer. (Mateus 2:4)

Pense neste vil desgraçado levando a estudar sua Bíblia. No entanto, existem alguns que ainda fazem o mesmo. Reconhecer esse ganho é piedade. Mas Herodes quis transformar a piedade em ganho por motivos sinistros. Ele seria religioso e desejaria ser instruído nas verdades da Bíblia. Tal foi Herodes; então reuniu todos os principais sacerdotes e escribas, e exigiu deles onde Cristo deveria nascer.

Mateus 2:5-8

E eles lhe disseram: Em Belém da Judéia, porque assim está escrito pelo profeta: E tu, Belém, na terra de Judá, não és o menor entre os príncipes de Judá; porque de ti sairá um governador que governará meu povo Israel. Então Herodes, quando em particular chamou os sábios, perguntou-lhes diligentemente a que horas a estrela apareceria. E mandou-os a Belém, e disse: Vai, e procura diligentemente o menino; e quando o achares, revede-me a notícia, para que eu venha e também o adore. (Mateus 2:5-8)

Agora, veja você, o que Herodes fez. Nós sabemos na mais alta autoridade que Cristo nasceu em Belém; os principais sacerdotes e escribas, grandes estudiosos da lei, reunidos na presença de Herodes, declararam que, segundo a profecia, Cristo nasceria em Belém.

Mas Herodes tentou cobrir seu desenho sangrento com a pretensão de reverência. Nunca há um pecado pior no mundo do que aquele que um homem cobre com o manto da religião. Tenhamos sempre cuidado de cair neste mal.

Mateus 2:9-12

Quando eles ouviram o rei, eles partiram; e eis que a estrela que viram no oriente ia adiante deles, até que veio e parou onde estava o menino. Quando viram a estrela, regozijaram-se com grande alegria. E entrando em casa, viram o menino com sua mãe Maria, prostraram-se e adoraram-no. E quando eles abriram seus tesouros, eles lhe ofereceram presentes ouro, incenso e mirra. E sendo advertido por Deus em um sonho que eles não deviam retornar a Herodes, eles partiram para o seu próprio país de outro modo. (Mateus 2:9-12)

Você vê, a luz da estrela foi tirada deles por um tempo, assim como às vezes a deliciosa presença de Deus é retirada de seu povo. Então, amados, vocês andam pela fé somente, e não pela vista, como esses homens fizeram. Mas a luz voltou novamente. Depois de ouvir toda a tagarelice de falsos sacerdotes e escribas, e de toda a conversa de Herodes, eles viram a estrela novamente; e como ficaram contentes! É assim também quando Deus envia ao seu povo claros brilhos após a chuva, o brilho de sua presença após um tempo de tristeza. Então eles se regozijam com grande alegria.

O melhor que eles tinham era ouro, incenso e mirra. Eram presentes propícios para um rei; oferecido como homenagem do país de onde eles vieram. É bom trazer a Cristo o melhor que temos.

Mateus 2:13-14

E quando eles se foram, eis que o anjo do Senhor apareceu a José em sonhos, dizendo: Levanta-te, toma o menino e sua mãe, e foge para o Egito, e fica até que eu te traga a palavra. vai procurar a criança para destruí-lo. Quando ele se levantou, ele levou o menino e sua mãe à noite, e partiu para o Egito. (Mateus 2:13-14)

Quão obediente José foi! Ele era um homem de espírito dócil, que voluntariamente fez como Deus lhe ordenou. Ele talvez nunca tenha tido seu caráter suficientemente bem estabelecido na Igreja de Deus, pois foi eminentemente honrado ao ser o guardião do menino e de sua mãe; e ele cumpriu seu dever com singular humildade e gentileza.

Mateus 2:15

E esteve lá até a morte de Herodes, para que se cumprisse o que fora dito do Senhor pelo profeta: Do Egito chamei meu filho. (Mateus 02:15)

O que foi verdade primeiro sobre Israel, a nação, e agora novamente verdadeiro sobre Jesus, o grande Filho de Deus. É verdade também sobre todos os filhos de Deus; ou seja, temos que ser chamados do Egito. Pelo sangue do Cordeiro Pascal nós também somos salvos, e somos trazidos do Egito com mão alta e braço estendido, no dia em que Deus nos livra do nosso pecado.

Mateus 2:16

Herodes, vendo que era escarnecido dos sábios, irou-se muito e mandou matar todos os filhos de Belém, e de todos os seus territórios, que tinham menos de dois anos de idade; tempo que ele havia diligentemente perguntado aos sábios. Então foi cumprido o que foi dito pelo profeta Jeremias: Em Rama se ouviu uma voz de lamentação, choro, e grande luto. É Raquel chorando por seus filhos, e não quer ser consolada, porque eles não existem mais.(Mateus 2:16-18)

Herodes foi ridicularizado pelos homens sábios. Ele ficou extremamente irado, e quando ele estava indignado, sua ira era terrível. Augusto disse a respeito dele que seria melhor ser a porca de Herodes do que o filho de Herodes, o que era verdade, pois ele não mataria os porcos, mas não se importaria em matar alguém em sua paixão. Ele ultrajava, enviava e matava a todos os filhos que estavam em Belém e em todos os seus litorais, a partir dos dois anos de idade; de acordo com o tempo que ele havia investigado diligentemente com os sábios.

Deve ter sido um dia muito doloroso em Belém; você pode imaginar a dor que encheu os corações das mães daquela cidade. Há Herodes, que age como hipócrita, e tenta matar a Cristo no princípio, e há Judas que age também como hipócrita e trai seu Senhor tentando matar a Cristo no final. Assim é a vida de Cristo iniciada e terminada em tristeza.

Mateus 2:19-22

Mas quando Herodes estava morto, eis que um anjo do Senhor apareceu em sonhos a José no Egito, dizendo: Levanta-te, toma o menino e sua mãe e vai para a terra de Israel; porque já morreram os que procuravam tirar a vida do menino. E ele se levantou, tomou o menino e sua mãe e foi para a terra de Israel. Mas quando soube que Arquelau reinara na Judéia, no lugar de seu pai Herodes, teve medo de ir para lá. Não obstante, sendo advertido por Deus em um sonho, ele se desviou para as partes da Galiléia. (Mateus 2:19-22)

Arquelau era igualmente cruel, mas sem a grandiosidade de seu pai. Ele tinha todos os vícios de Herodes sem seu vigor mental.

José não seguiu seu próprio julgamento. Ele era um homem completamente a serviço de Deus. Ele esperou por ordens e ele tinha seus medos. Mas ele esperou até que foi advertido por Deus em um sonho, e então se voltou para as partes da Galileia.

Mateus 2:23

E ele veio e habitou em uma cidade chamada Nazaré. Para que se cumprisse o que foi dito pelos profetas: Ele será chamado Nazareno. (Mateus 2:23)

A Galileia era desprezada, mas Nazaré era considerada a pior parte da Galileia. Netzar é uma palavra em hebraico que significa um broto ou ramo, e Nazaré aparentemente vem da mesma raiz.

Os profetas disseram que Jesus seria chamado de “Nazareno”. Este é o nome comumente dado ao nosso Senhor no Antigo Testamento. As Escrituras dizem que haveria de sair uma vara do tronco de Jessé, e um ramo se originaria das suas raízes. Jesus era o rebento do tronco ressequido de Jessé.

Quando a dinastia de Davi foi cortada como uma árvore, somente o caule dela foi preservada para que um broto (netzar) saísse dela. Então Jesus foi encontrado morando em uma cidade que é chamada por esse mesmo nome; e ele também é chamado de Nazareno. E o nome se apega a Ele até o dia de hoje. Tentaram esmagar o Nazareno, mas Ele triunfou e foi coroado Rei dos reis e Senhor dos senhores, e reinará para sempre.

Leia também: pregação sobre a vida de Davi.

Bibliografia para o esboço de pregação de Mateus 2

  • Fonte e autor: Esboço de pregação de Mateus 2 traduzido e adaptado de uma compilação de sermões de C. H. Spurgeon.
Veja também:
Close