Quem foi Samuel? Estudo bíblico sobre Samuel

Samuel foi um profeta, sacerdote e juiz. Ele foi o último juiz de Israel. Ele foi um líder importante na história do povo judeu. Ele era filho de Elcana com Ana. Ele era da tribo de Levi, e viveram em Efraim.

Samuel foi um dos primeiros profetas já registrados na bíblia. Ele ungiu os primeiros reis de Israel Saul e Davi. Ele foi um homem muito usado por Deus e liderou Israel como sacerdote e como chefe militar e político. Ele foi um homem de profunda piedade e discernimento espiritual. Ele se dedicou totalmente para que os propósitos de Deus se cumprissem para o bem do povo de Israel. Ele foi exemplo de fidelidade e obediência a Deus.

A infância de Samuel

Ana, a mãe do profeta Samuel, não podia gerar filhos, e isso a entristecia muito. Ana então resolveu ir até o santuário para pedir a Deus que lhe desse um filho homem.

Ela então orou a Deus dizendo: “Senhor dos Exércitos! Se benignamente atentares para a aflição da tua serva, e de mim te lembrares, e da tua serva não te esqueceres, mas à tua serva deres um filho homem, ao Senhor o darei todos os dias da sua vida, e sobre a sua cabeça não passará navalha” (1 Samuel 1:11).

Estando ela ali ,pedindo a Deus, Ana só conseguia mover a boca. Ela apenas conseguia derramar sua alma perante o Senhor. Um sacerdote chamado Eli vendo que Ana somente movia a boca enquanto orava, sem dizer uma só palavra, achou que ela estava bêbada e a repreendeu.

Ela então respondeu ao sacerdote: “Não, meu senhor, sou uma mulher atribulada de espírito; nem vinho e nem bebida forte tenho bebido; porém tenho derramado a minha alma perante o SENHOR” (1 Samuel 1:15). Então Eli respondeu a Ana: “Vai em paz; e o Deus de Israel te conceda a petição que lhe fizeste”.

Ana então voltou para casa, e passado algum tempo, ela concebeu um filho. Ana o chamou de Samuel, porque Deus atendeu o seu pedido. Assim que Samuel foi desmamado, sua mãe o levou ao santuário, e o entregou para o sacerdócio. Ela o deixou aos cuidados de Eli. Samuel cresceu no santuário, ministrando perante o Senhor.

O chamado de Samuel

Uma certa noite, quando Samuel ainda era muito jovem, Deus o chamou. Samuel primeiramente pensou que a voz era de Eli. Então ouvindo ele pela terceira vez a voz, Samuel foi até Eli e disse: “Eis me aqui, por que me chamas?”. Mas Eli disse a ele que não o tinha chamado. Então Eli entendeu que era a voz de Deus e disse a Samuel que quando ele ouvisse novamente a voz lhe chamando, ele deveria responder: “Fala, Senhor, o teu servo te ouve”.

Então pela quarta vez a voz chamou a Samuel, e ele respondeu conforme Eli o orientou. Deus então disse a Samuel que iria trazer julgamento sobre a família do sacerdote Eli, porque os filhos dele eram maus. Essa foi a primeira vez que Deus falou com Samuel.

Passado um tempo, os filisteus atacaram Israel e em batalha os filhos de Eli foram mortos. Quando Eli recebeu a notícia, caiu de sua cadeira e partiu seu pescoço. Deus então fez perecer a família de Eli, porque seus filhos não eram fiéis, e colocou Samuel como sacerdote sobre Israel.

Samuel, juiz de Israel

Samuel quando adulto, convocou o povo de Israel e liderou o exército em batalha contra os filisteus. E com a ajuda de Deus, os Israelitas foram vitoriosos e os filisteus derrotados. E as cidades de Ecrom e Gate, que antes tinham sido conquistadas pelos filisteus, agora foram devolvidas a Israel. O profeta Samuel então foi reconhecido como juiz de Israel, e continuou exercendo essa função pelo resto de sua vida.

Samuel, como juiz de Israel, de ano em ano tinha que viajar pelo pais, estabelecendo seu tribunal, primeiro em Betel, depois em Gilgal e depois em Mispá. Depois ele voltava para Ramá, pois ali estava sua casa, e ali ele também julgava os casos que lhe eram apresentados. Na cidade de Ramá, Samuel edificou um altar ao Senhor.

Samuel, quando ficou velho, nomeou seus filhos como juízes em seu lugar. Joel e Abias, seus filhos mais velhos, foram juízes na cidade de Berseba. Porem eles não eram como seu pai. Eles tinham cobiça por dinheiro. Os filhos do profeta recebiam dinheiro para serem corruptos, favorecendo alguns e prejudicando a outros.

Por fim, o povo de Israel pediu um rei para ser seu líder. Samuel porém não ficou contente com esse pedido de um rei, pois o povo estava rejeitando Deus como seu rei. Samuel então orou a Deus pedindo um conselho e Deus respondeu a ele que fizesse exatamente o que eles pediam. Porém, primeiro Samuel os advertiu com seriedade, explicando como era ter um rei.

Assim Samuel contou ao povo. Ele disse tudo o que um rei inapropriado exigiria. Mas o povo insistiu em ter um rei, então Samuel voltou e falou ao Senhor sobre o que o povo havia dito, e o Senhor novamente o respondeu: “Faça conforme eles pedem” (1 Samuel 8:6-22).

Samuel unge um rei para Israel

Samuel recebeu de Deus uma mensagem dizendo que Ele enviaria ao encontro de Samuel um homem da tribo de Benjamim. O profeta deveria derramar óleo sobre a cabeça dele como sinal de que ele haveria de dirigir o povo de Israel. E disse Deus a Samuel: “Esse homem livrará meu povo das mãos dos filisteus, pois estou cuidando do meu povo, e atenderei ao seu clamor” (1 Samuel 9:16).

E saindo Samuel a porta de sua cidade, encontrou a Saul. Imediatamente o Senhor disse a ele: “Esse é o homem sobre o qual lhe falei! Ele governará meu povo”.

Saul estava entrando na cidade a procura de um vidente, para que ela pudesse lhe ajudar a achar seus animais perdidos. Ele então se aproximou de Samuel e perguntou se ele sabia onde poderia achar um vidente. Samuel lhe respondeu: “Eu sou o vidente”. Samuel então lhe disse para que ele não se preocupasse com os animais, pois já tinham sido achados, e que toda a riqueza de Israel era de Saul.

Samuel foi com Saul até sua sala de culto e ali sentou a Saul em um lugar de destaque. Então ele pegou um vaso de azeite e o derramou sobre a cabeça de Saul. Depois de beijar sua face, o profeta disse: “Faço isso porque o Senhor escolheu você para ser o rei do seu povo, Israel”. E Saul governou o povo de Israel fazendo-os vitoriosos sobre os filisteus. Depois, quando Saul fracassou em ser submisso ao Senhor, o mesmo Samuel foi usado por Deu para ungir a Davi como o novo rei de Israel em lugar de Saul (1 Samuel 16).

Leia também: estudo sobre Davi.

[ads1]

Mais sobre:
Close