Quem foi Abraão?

Abraão, conhecido como “pai da fé”, foi o primeiro patriarca do povo de Israel. Ele recebeu de Deus a promessa que através de sua vida muitas nações e povos seriam abençoados.

Abrão foi antepassado de todo o povo judeu e do próprio Jesus. Todos aqueles que têm fé em Jesus Cristo também são descendentes de Abraão. Quando falamos em fé podemos considerar Abraão como um grande exemplo.

O nome de Abraão era inicialmente Abrão, mas após fazer uma aliança com Deus, onde Deus multiplicaria muitíssimo a sua descendência, Abrão teve seu nome alterado para Abraão, e assim foi constituído pai de muitas nações. O mesmo aconteceu com sua esposa Sarai que teve seu nome alterado por Deus para Sara.

História de Abraão

Abraão era filho de Terá e irmão de Naor e Harã, o pai de Ló. Toda sua família era de origem Caldéia. Eles eram naturais de uma cidade chamada Ur. Harã morreu quando a família ainda habitava na cidade de Ur. Nessa época o pai de Abraão ainda era vivo.

Após a morte do filho Harã, Terá tomou seu filho Abraão, seu neto Ló e sua nora Sara que era casada com Abraão e partiram para Harã, cidade nas terras de Canaã, e lá se estabeleceram. O pai de Abraão viveu duzentos e cinco anos e morreu na cidade de Harã (Gênesis 11:32).

O chamado de Abraão

Abraão recebeu de Deus a seguinte palavra:

“Saia da sua terra, do meio dos seus parentes e da casa de seu pai, e vá para a terra que eu lhe mostrarei. Farei de você um grande povo, e o abençoarei. Tornarei seu famoso o seu nome e você será uma benção. Abençoarei os que o abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e por meio de você todos os povos serão abençoados.” (Gênesis 12:1-3)

Abraão então partiu para a cidade de Canaã como o Senhor Deus lhe ordenou, e foi com ele sua esposa Sara e seu sobrinho Ló. A Bíblia nos relata que nessa época Abraão tinha setenta e cinco anos.

Quando chegaram à terra de Canaã, Abraão atravessou a terra até chegar ao carvalho de Moré, em Siquém. Naquela época essa terra era habitada pelos cananeus. Então o Senhor apareceu para Abraão e lhe disse: “À sua descendência darei essa terra”. Abraão então construiu ali um altar dedicado ao Senhor.

Abraão prosseguiu em direção a outras colinas, Betel que ficava a Oeste e Ai que ficava a Leste, e construiu ali outro altar dedicado ao Senhor, e nesse altar ele invocou o nome do Senhor. Depois ele seguiu em direção a Neguebe.

Abraão no Egito

Houve fome naquela terra, então Abraão decidiu descer até o Egito para viver algum tempo. Ele queria escapar da fome que era muito rigorosa.

Quando estavam a caminho do Egito, Abraão disse a Sara: “Bem sei que você é bonita. Quando os egípcios a virem, eles saberão que você é minha mulher e me matarão, mas te deixarão viva. Diga que é minha irmã, para que me tratem bem por amor a você e minha vida será poupada por sua causa” (Gênesis 12:12-13).

Quando eles chegaram ao Egito, os egípcios elogiaram a beleza de Sara para faraó, e ela foi levada para o seu palácio. Faraó tratou bem Abraão por causa de Sara. Abraão ganhou de faraó: ovelhas, jumentos, jumentas, camelos, servas e servos.

Porém, Deus não se agradou da atitude de faraó, pois ele tomou Sara como sua mulher. Então Deus puniu a faraó e toda sua corte com graves doenças.

Faraó mandou chamar Abraão e o questionou: “O que fez comigo? Por que não me falou que Sara era sua mulher? Por que mentiu dizendo que ela era sua irmã? Foi por isso que a tomei como minha mulher. Aí está a sua mulher, tome-a a vá embora!”.

Então, faraó deu ordens para que providenciassem o necessário para que Abraão partisse com sua esposa Sara.

Desavença entre Abraão e Ló

Abraão saiu do Egito e foi para Neguebe, junto com Sara e seu sobrinho Ló, e com eles Abraão levou tudo o que tinha conquistado ao longo do tempo. Abraão tinha enriquecido muito, tanto com gado como em prata e ouro.

Então eles partiram de Neguebe em direção a Betel, e ficaram de um lado para o outro até que chegaram a um lugar no meio de Betel e Ai, onde já haviam construído um altar ao Senhor.

Ló, que acompanhava Abrão, também tinha muitos rebanhos e tendas, por isso não podiam mais morar juntos dividindo a mesma terra, pois a região não suportava mais sustentá-los. Naquela região também habitavam cananeus e ferezeus, por isso surgiu uma desavença entre os pastores dos rebanhos de Abraão com os pastores dos rebanhos de Ló.

Abraão disse a Ló que eles não deveriam brigar, porque eram como irmãos. Então decidiram ir para lados opostos. Abraão ficou na terra de Canaã, e Ló foi para a região leste, região irrigada pelo rio Jordão, próxima a Sodoma, e assim os dois se separaram.

Passado um tempo, Ló foi saqueado na cidade de Sodoma e levado como prisioneiro, porém alguém que tinha escapado relatou tudo a Abraão, que reuniu trezentos e dezoito homens para resgatar Ló. Abraão recuperou todos os bens e trouxe de volta seu sobrinho Ló (Gênesis 14:1-16).

Aliança de Deus com Abraão

Depois dessas coisas o Senhor falou com Abraão em uma visão, e disse: “Não tenha medo, Eu sou o seu escudo; grande será a sua recompensa!”.

Mas Abraão questionou ao Senhor, e lhe perguntou o que seria essa recompensa, pois ele ainda não tinha filhos, não tinha herdeiros, ele tinha somente Eliézer de Damasco, que era seu servo. Ele ainda acrescentou: “Tu não me deste filho algum! Um servo da minha casa será meu herdeiro!”.

Porém, Deus respondeu para Abraão que esse servo não seria seu herdeiro. Deus falou para Abraão que seu herdeiro seria um filho gerado por ele mesmo. Então levou Abraão para fora de sua tenda e lhe disse:

“Olhe para o céu e conta as estrelas, se é que pode contá-las”. E prosseguiu: “Assim será a sua descendência.” (Gênesis 15:5)

Abraão creu no Senhor, e isso lhe foi creditado como justiça.

O nascimento de Ismael

Sara, esposa de Abraão, era estéril, e como Deus não havia lhe dado filhos ela pensou que através de sua serva egípcia, Hagar, ela poderia formar família. Então ela falou com Abraão sobre essa proposta, e Abraão aceitou. Quando isso aconteceu, já faziam dez anos que Abraão vivia em Canaã (Gênesis 16:1-16).

Porém, quando Hagar se viu grávida, ela passou a desprezar sua senhora Sara. Sara então questionou Abraão e disse que caísse sobre ele aquela afronta, pois ela tinha entregado sua serva para ele, e que depois que ela soube que estava grávida, passou a lhe desprezar.

Abraão então respondeu para Sara que ela fizesse o que achasse melhor com Hagar, pois ela estava em suas mãos. Sara passou então a maltratar tanto Hagar, que ela fugiu. Porém um anjo do Senhor encontrou Hagar no caminho de Sur e perguntou a ela:

“Hagar serva de Sara de onde vem? Para onde vai?” E ela respondeu: “Estou fugindo de Sara, minha senhora”. Então o anjo mandou que ela voltasse e que se sujeitasse a sua senhora. E ainda disse que multiplicaria tanto os descendentes dela que ninguém poderia contá-los. E disse ainda o anjo: “Você está grávida e terá um filho, e lhe dará o nome de Ismael, porque o senhor a ouviu em seu sofrimento”.

Hagar teve um filho com Abraão, e este lhe deu o nome de Ismael. Abraão estava com oitenta e seis anos de idade quando teve Ismael.

O sinal da Aliança

Quando Abraão estava com noventa e nove anos, o Senhor apareceu para Abraão e disse a ele que andasse segundo a Sua vontade e que fosse integro, pois Ele estabeleceria uma aliança com ele.

Abraão prostrou-se ao chão e Deus lhe disse: “De minha parte, esta é a minha aliança com você. Você será pai de muitas nações. Não será mais chamado de Abrão, seu nome será Abraão, porque Eu o constituí pai de muitas nações”.

E Deus continuou dizendo a Abraão: “De sua parte, guarde a minha aliança, tanto você como os seus futuros descendentes. Esta é a minha aliança com você e com seus descendentes e todos os de sexo masculino entre vocês serão circuncidados na carne.Terão que fazer essa marca, que será o sinal da aliança entre mim e vocês”.

Da geração de Abraão em diante, todo menino de oito dias de nascido teve que ser circuncidado.

O nome da esposa de Abraão também foi alterado por Deus, ela se chamava Sarai, mas Deus alterou para Sara. E Deus disse a Abraão: “De agora em diante sua mulher se chamará Sara e Eu a abençoarei com um filho. Sim, eu a abençoarei e dela procederão, nações, reis e povos”.

Abraão riu, e se prostrou com o rosto na terra, e disse: “Poderá um homem de cem anos de idade gerar um filho? Poderá Sara dar á luz aos noventa anos?”. E então Abraão pediu a Deus que permitisse que Ismael fosse seu herdeiro, porém Deus respondeu a ele dizendo que Sara, sua mulher, lhe daria um filho e que seu nome seria Isaque.

Naquele dia Abraão, seu filho e todos os homens de sua casa, foram circuncidados no mesmo dia em que o Senhor havia falado sobre a promessa de outro filho. Abraão foi circuncidado com noventa e nove anos, e seu filho Ismael com treze anos.

Passado isso, o Senhor foi de encontro a Abraão e disse que voltaria na próxima primavera, e que Sara sua mulher teria um filho (Gênesis 18:10).

O nascimento de Isaque

O Senhor foi bondoso com Sara e lhe deu o que tinha prometido. Sara engravidou e deu um filho a Abraão em sua velhice, exatamente na época prometida por Deus, e Abraão deu o nome de Isaque ao filho que Sara lhe dera. Quando Isaque tinha oito dias de nascido ele foi circuncidado como Deus havia ordenado.

Abraão deu uma festa em comemoração no mesmo dia que Isaque foi desmamado, porém Sara estava incomodada com o filho de Hagar, Ismael, que ficava rindo de Isaque. Então Sara reclamou com Abrão e pediu que ele se livrasse da escrava e do seu filho, mas isso perturbou demais Abraão, pois Ismael também era seu filho.

Deus falou com Abraão e disse para ele não se perturbar, e que ele atendesse a todos os pedidos de sua esposa Sara, pois seria através de Isaque que a descendência de Abraão seria considerada. Mas Deus também afirmou para Abraão que através de Ismael faria um povo, pois ele também era descendente.

Na manhã seguinte Abraão pegou alguns pães e colocou sobre os ombros de Hagar e a despediu com o menino. Hagar ficou vagando pelo deserto de Berseba. No deserto Deus mandou um anjo para falar com Hagar e mostrar a ela uma fonte de aguá.

Deus estava com o menino. Ele cresceu, viveu no deserto e tornou-se um flecheiro. Eles viveram no deserto de Parã, e passado o tempo Hagar conseguiu uma mulher da terra do Egito para Ismael.

A morte de Abraão e Sara

Sara, esposa de Abraão, viveu cento e vinte anos e morreu em Canaã. Após a morte de Sara, Abraão casou-se com outra mulher, chamada Quetura, e com ela Abraão teve outros filhos: Zinrã, Jocsã, Medã, Midiã, Isbaque e Suá. Seus filhos geraram outros filhos, porém Abraão deixou tudo o que tinha para Isaque (Gênesis 25:1-11).

Abraão viveu cento e setenta e cinco anos. Ele morreu em boa velhice, em idade bem avançada, e foi reunido aos sues antepassados.

Seus filhos, Isaque e Ismael, o sepultaram na caverna de Macpela, perto de Manre, no campo de Efrom. Esse campo foi comprado por Abraão dos hititas, e foi ali que Abraão e Sara foram sepultados.

Depois da morte de Abraão, Deus abençoou seu filho Isaque.

Veja também:
Close