Estudo sobre Sansão – Quem foi Sansão?

Sansão foi um líder em Israel, conhecido por sua grande força. Sansão lutou contra os filisteus, povo que oprimiu por quarenta anos o povo de Israel. Segundo a Bíblia, Sansão era um homem muito forte, e sua força vinha de Deus. Neste estudo bíblico vamos descobrir quem foi Sansão.

Sansão viveu no tempo em que Israel ainda não tinha rei, após a conquista da terra prometida. Ele era filho de Manoá da tribo de Dã. Porem sua mãe era estéril, não tinha filhos. Mas o anjo do Senhor apareceu a esta mulher e disse-lhe: “Eis que agora és estéril, e nunca tens concebido, porem conceberás, e terás um filho” (Juízes 13:3).

O anjo do Senhor disse à mulher que não bebesse e não comesse nada impuro, porque ela conceberia um filho que sobre sua cabeça não passaria navalha. Ele seria nazireu de Deus desde o ventre, pois ele livraria o povo de Israel das mãos dos filisteus. Então o menino nasceu e recebeu o nome de Sansão.

A história de Sansão e os filisteus

Sansão, quando adulto, se apaixonou por uma mulher do povo inimigo de Israel, os filisteus. Ele decidiu casar-se com ela. Seus pais não se agradaram, pois ela era de um povo inimigo, mas mesmo assim o ajudaram com o casamento.

Quando Sansão estava indo para pedir a mulher em casamento, ele foi atacado por um leão. Mas o Espírito Santo veio sobre Sansão e ele, com suas próprias mãos, rasgou o leão. No caminho voltando para casa com sua mulher, ele encontrou o cadáver do leão, e dentro dele tinha mel. Ele pegou o mel e levou para casa para partilhar com seus pais. Porem ele não contou para os seus pais onde tinha encontrado o mel. Ele não disse que a comida era impura, pois havia sido tirada de um cadáver.

Durante o seu casamento Sansão fez um enigma e desafiou os seus 30 companheiros filisteus jovens que estavam participando do casamento. Ele disse que se nos sete dias das bodas eles decifrassem o enigma, ele daria 30 lençóis e trinta mudas de roupas. Porém, se eles não decifrassem, eles seriam obrigados a pagar a Sansão as trinta mudas roupas. Os jovens aceitaram o desafio. Então Sansão lançou o enigma, dizendo: “Do comedor saiu comida, e do forte saiu doçura”.

Aconteceu que no sétimo dia eles não conseguiram decifrar o enigma. Então eles chamaram a esposa de Sansão e a chantagearam para que ela tirasse de Sansão a resposta do enigma. Ela passou os sete dias das bodas chorando, até que Sansão lhe contou a resposta do enigma (Juízes 14:15-17).

Os jovens filisteus foram até Sansão e lhe deram a resposta: “Que coisa há mais doce que o mel? E que coisa é mais forte que um leão?”. Sansão então respondeu que se eles não tivessem falado com sua mulher eles nunca teriam descoberto o enigma. Então o Espirito de Deus se apossou dele, e ele desceu aos ascalonitas e matou trinta filisteus e tomou suas roupas e deu as roupas para aqueles que tinham dado a resposta do enigma.

Leia também: a história de Gideão.

A vingança de Sansão

Sansão ficou irado e foi para a casa de seu pai sem sua esposa. Ela então foi dada a outro homem. Mas alguns dias depois Sansão foi visitar sua mulher e disse que entraria na câmara de sua mulher, porém ele foi impedido pelo pai da mulher. Quando Sansão descobriu que sua mulher havia sido dada a outro homem, ele ficou furioso e decidiu destruir as plantações dos filisteus.

Os filisteus se vingaram de Sansão, mataram sua mulher e o pai dela. Sansão então, como vingança, matou muitos filisteus. Após matar mais filisteus ele fugiu e se escondeu.  Porém os israelitas entregaram Sansão amarrado para os filisteus. Mas Sansão era muito forte e partiu as cordas. Ele matou mil filisteus com o osso de um jumento (Juízes 15:14-15).

Sansão também se envolveu com uma prostituta da cidade dos filisteus. Quando eles descobriram que ele estava lá, tentaram matar ele. Mas Sansão fugiu levando as portas da cidade durante a noite.

Leia também: história de Débora e Baraque.

Sansão e Dalila

Passado um tempo Sansão se apaixonou novamente por uma mulher do vale de Soreque, cujo nome era Dalila. Sabendo disso, os filisteus subornaram a mulher para que ela descobrisse o segredo da força de Sansão. Dalila então procurou Sansão e perguntou a ele qual era o segredo de sua força.

Sansão respondeu mentindo para Dalila, e por três vezes ela o testou, porém nada aconteceu com ele. Sansão facilmente conseguia se livrar das amarras. Dalila fez de tudo, mas a força de Sansão continuava igual. Sansão se irritou, pois Dalila insistia muito e não o deixava descansar. Sansão ficou cansado, sua alma ficou angustiada de tanta importunação, então ele decidiu contar o segredo (Juízes 16:16-17).

Sansão contou à Dalila que nunca havia passado navalha em sua cabeça, porque ele era nazireu de Deus, escolhido desde o ventre, e que se viesse a ser raspada sua cabeça, ele perderia sua força, ele se enfraqueceria e seria como qualquer homem.

Dalila colocou Sansão para dormir sobre seus joelhos e enquanto ele dormia, ela chamou um filisteu que raspou as sete tranças do cabelo de sua cabeça, e retirou-se dele toda a sua força. Os filisteus então capturaram Sansão, arrancaram-lhe os seus olhos e o fizeram descer a Gaza. Eles amarram Sansão a duas cadeias de bronze e ele girava um moinho no cárcere. Algum tempo depois o cabelo de Sansão voltou a crescer assim como quando foi raspado.

A morte vitoriosa de Sansão

Então os príncipes dos filisteus se ajuntaram para oferecer um grande sacrifício ao seu deus Dagom. Eles então mandaram trazer Sansão para a festa para zombar dele, para ele entretê-los. No templo havia muitos filisteus, que riam de Sansão.

Sansão orou a Deus, pediu força para se vingar de seus inimigos. Então Deus lhe deu força mais uma vez e Sansão empurrou as duas colunas que sustentavam o templo. Todo o templo caiu matando a todos, incluindo Sansão. Ali Sansão matou mais filisteus do que durante toda a sua vida.  Ele ficou reconhecido como um herói na Bíblia apesar de seus defeitos e pecados. Ele foi usado por Deus para libertar seu povo e trazer julgamento para os filisteus.

Veja também:
Mais sobre:
Close