A História do Profeta Oseias – Esboço de Pregação Sobre Oseias

Oseias foi um dos 12 profetas em Israel no século 8 a.C. Ele era filho de Beeri, O profeta Oseias exerceu seu ministério durante o governo dos reis Uzias, Jotão, Acaz e Ezequias, todos reis de Judá, e durante o reinado de Jeroboão filho de Joás, rei de Israel. Nesse tempo Israel era dividido em dois reinos: Judá, ao sul, e Israel, ao norte

Não sabemos muito sobre a história do profeta Oseias. Tudo o que sabemos sobre sua vida está relatado no livro de Oseias (Oseias 1).

Sabemos que o profeta Oseias pregou a palavra de Deus ao povo de Israel, chamando-os ao arrependimento de seus pecados. A vida familiar de Oseias refletia a relação “adúltera” que Israel havia construído com os deuses pagãos.

Leia também: estudo sobre o profeta Jeremias.

A Ministério e vida de Oseias

O livro de Oseias nos relata que no início do ministério do profeta, Deus ordenou que ele tomasse uma mulher envolvida em prostituições como esposa. Então ele foi e tomou a Gômer, filha de Diblaim. O seu casamento representou o relacionamento entre Deus e o povo de Israel, pois o povo traía a Deus com suas idolatrias (Oseias 1:2,3).

Gômer então concebeu o primeiro filho de Oseias. E o Senhor lhe disse que colocasse o nome da criança de Jizreel, porque ele visitaria o sangue de Jizreel sobre a casa de Jeú, e faria cessar o reino da casa de Israel. O Senhor disse também que naquele dia quebraria o arco de Israel no vale de Jizreel.

Gomer então concebeu o segundo filho, uma menina. Deus ordenou que seu nome fosse Lo-Ruama, que tem o significado de “não amada”. O significado desse nome servia para lembrar que Deus não tinha mais amor pelo povo de Israel. Esse povo era infiel e não tinha arrependimento algum (Oseias 1:6-7).

Então Gômer concebeu um terceiro filho, que Deus ordenou que se chamasse Lo-Ami. Esse nome significa “não meu povo”, isso para mostrar que como castigo de Deus, o povo de Israel seria rejeitado. Deus não os aceitaria mais como Seu povo, pois eles tinham rejeitado a palavra de Deus.

Mas ao passar o castigo de Deus, Ele prometeu a Israel restaura-lo como Seu povo novamente. Mais tarde, porém, Oseias e Gômer se separaram, pois Gômer estava adulterando. Então Deus ordenou ao profeta Oseias que se reconciliasse com sua esposa, dando lhe amor.

Nesse período Gômer estava trabalhando como prostituta e era escrava. Então o profeta teria que comprá-la de volta. Ele assim o fez. O profeta Oseias restaurou seu relacionamento com sua esposa, porém cabia a ela, daquele momento em diante, ser fiel ao seu casamento e ao seu esposo.

Leia também: estudo sobre a vinha de Nabote.

O que aprendemos com a história de Oseias?

Podemos aprender muito com a história de Oseias. Ele teve sua vida usada por Deus como exemplo para repreensão ao povo de Israel que vivia na idolatria, e que não dava ouvido a palavra de Deus.

Os israelitas traíram ao Senhor. Eles não adoravam a Deus e se afastaram dEle, cultuavam a falsos deuses. Espiritualmente eles se prostituíram, e suas idolatrias estavam levando o povo a cometer pecados terríveis, pois não respeitavam as leis de Deus.

Anteriormente o povo de Israel vivia em plena prosperidade, e foi através do profeta Oseias que Deus avisou ao povo que esses tempos de calmaria e tranquilidade acabariam. Se o povo não se arrependesse de seus pecados, Deus iria se afastar e eles sofreriam. Mas passando o castigo de Deus, Ele restaurou a Israel como povo amado, povo Seu.

Veja também:
Mais sobre:
Close